fbpx

Escola dos Games

O maior portal de e-sports do Brasil

Os 5 campeões mais esquecidos do League of Legends

  • INTRODUÇÃO

Mais de 10 anos de jogo, inúmeras evoluções gráficas e de jogabilidade, e claro, centenas de campeões novos sendo lançados. League of Legends é um fenômeno mundial, que se mantém na posição de jogo mais jogado do mundo a vários anos consecutivos.

Por conta disso, não é dificil imaginar que o jogo já passou por inúmeras mudanças, que foram aprimorando cada vez mais a experiência do jogador.

Entretanto, alguns personagens acabam eventualmente ficando pra trás e caem no esquecimento, seja por conta de sucessivos nerfs que geram uma má fase no desempenho do campeão, ou simplesmente por possuir um design ultrapassado ou desinteressante, que acaba não cativando os jogadores mais novos.

De qualquer forma, essa lista não é permanente, pois como já foi dito, o jogo está em constante mudanças. Metas vão e voltam, e a popularidade de determinados campeões pode variar drasticamente de um tempo pra outro.

Por isso, para nos lembrarmos de alguns desses nomes tão pouco falados, hoje citaremos 6 dos campeões mais esquecidos de League of Legends.

Já aproveita e comenta com a gente aí em baixo: Qual campeão você anda vendo com menos frequência? 

  • DESENVOLVIMENTO
  • 6° lugar: Skarner, a Vanguarda de Cristal

O grande escorpião cristalino está aqui para abrir nossa lista. Atualmente, sua taxa de escolha em partidas ranqueadas está em volta de 1.5%.

Muitas pessoas parecem não simpatizar com o Skarner, pois durante os anos ele acabou ficando marcado com a seguinte aparência: um caçador tanque, totalmente focado na inicialização, que constrói alguns itens de velocidade de movimento para utilizar a única habilidade realmente forte de seu kit: seu Ultimate, Impalar.

Por mais que essa seja uma estratégia válida para o campeão, inúmeros jogadores já perceberam que ela não é a única, e que existem outras formas tão efetivas quanto a tradicional de se utilizar o Skarner.

Na selva, utilizando a runa Conquistador e construindo itens mais ofensivos, como o Encantamento Guerreiro na Lâmina do Perseguidor, Força da Trindade e até mesmo Dança da Morte, ele se torna um lutador extremamente forte, estando longe de depender de seu Ultimate para ser efetivo na partida.

Com sua habilidade primária Corte de Cristal, ele pode causar grandes quantidades de dano durante uma troca, e stackar a runa Conquistador com extrema rapidez. Se estiver sob o efeito de sua passiva, as Espirais Cristalinas, Skarner é quase imbatível, recebendo um grande surto de velocidade de movimento e ataque, junto a regeneração de mana adicional.

Apesar disso tudo, o escorpião de cristal provavelmente está na sua melhor fase desde o seu lançamento, tendo liderado os índices de taxa de vitória entre os caçadores nos patchs 10.03, 10.16, 10.18 e 10.19. A razão por trás disso foram os severos buffs no Corte de Cristal, fazendo com que a habilidade passasse a dar dano baseado na vida máxima do seu alvo, em porcentagem.

O campeão também vem aparecendo como uma alternativa interessante na rota do topo, com estratégias como as runas Aperto dos Mortos Vivos ou Onirruna somado a builds que geralmente levam Manopla dos Glacinatas e Couraça do Defunto.

Apesar da grande força atual que alavancou consideravelmente a popularidade do campeão, ele ainda tem seu espaço nessa lista. Praticamente esquecido pelos elos baixos e médios, a Riot também parece não gostar muito do escorpião, já que sua última skin lançada foi em abril de 2015, um recorde até então imbatível de 5 anos e 5 meses sem receber uma skin! Vamo lá Riot, os main Skarner tão implorando!

  • 5° lugar: Taliyah, a Tecelã de Pedras

A Taliyah vem enfrentando uma fase meio complicada. No lançamento da campeã, ela era extremamente popular como mid laner, já que sua habilidade Voleio Entrelaçado era uma excelente ferramenta para limpar a onda de minions.

Após vários nerfs, essa habilidade perdeu tanto o efeito de dano bônus em tropas como também perdeu sua área de efeito, que permitia com que o acerto de cada uma das pedras atiradas pudesse danificar múltiplos inimigos próximos.

Juntamente com suas duas outras habilidades, que também causam dano em área, a Taliyah mid antes dos nerfs podia rapidamente abater sua onda de minions, para então buscar jogadas pelo mapa, acelerando com sua passiva Deslizar em Pedras e podendo ter uma presença de mapa incrível com sua ultimate, Muro da Tecelã.

 Atualmente, Taliyah é quase que exclusivamente utilizada como caçadora. Algumas pessoas a escolhiam também na função de atirador, mas era uma minoria. Taliyah consegue abater os monstros da selva relativamente bem, e seus ganks podem ser extremamente efetivos quando ela consegue acertar seu Empurrão Sísmico.

Seu deslocamento pelo mapa é muito bom, graças a sua passiva e a sua ultimate, facilitando suas entradas e criações de jogada durante o começo e meio de jogo.

Já no late game, com itens de poder de habilidade bruto, as habilidades da campeã passam a causar enormes quantias de dano em alvos mais frágeis, podendo até mesmo abater atiradores e magos com um simples combo de Empurrão Sísmico seguido de Terreno Desfiado e logo depois, alguns acertos de Voleio Entrelaçado.

De qualquer forma, a popularidade de Taliyah anda extremamente baixa, e entre os caçadores, ela possui uma atual taxa de escolha em torno de 0.80%. Ela ainda espera por favoráveis mudanças em seu kit ou em alguns itens de seu arsenal para voltar aos holofotes.

  • 4° lugar: Udyr, o Andarilho Espiritual

Esse aqui é da família do Skarner: um personagem que muitas vezes tem que esperar por anos para receber alguma mudança, seja ela visual ou de gameplay. O Andarilho Espiritual possui uma gameplay muito única, e que muitos podem julgar como monótona, fazendo com que grande parte dos jogadores passem longe do Udyr.

 Todas as suas habilidades possuem execução e formato idêntico, sendo diferenciadas apenas pelo efeito bônus que cada postura lhe oferece. Seu R, a Postura da Fênix, não é nem mesmo uma habilidade Ultimate, pois é apenas mais uma das posturas do campeão é não é especialmente forte, como a maioria dos ultimates dos personagens costumam ser.

Em muitos casos, a Postura da Fênix pode até mesmo ser totalmente ignorada pelo jogador, caso ele opte pela build AD, e nesse caso, o jogador irá maximizar a Postura de Tigre, para logo depois focar nas de Urso e Tartaruga.

Dentro de jogo, Udyr atua como um agressivo lutador, quase que no sentido literal da palavra. Com 4 habilidades que fortalecem seu ataque básico, ele pode acabar sendo muito eficiente em trocas a curta distância. Por não possuir avanços, disparos de precisão, e nenhum outro tipo de skill marcante, o kit do campeão pode parecer estranho para muitos.

Porém, jogando com o Andarilho Espiritual, uma noção de jogo e de selva em dia são o suficiente para que o jogador tenha boas chances de ser um monstro no começo da partida. Seu dano com a Postura de Tigre pode ser explosivo, e sua aproximação com a Postura de Urso é interessante, cobrindo um pouco a sua falta de mobilidade

Ultimamente, com um buff na sua Postura da Fênix, a build AP para o Udyr na selva tem estado em alta. A ideia permanece a mesma: um poderoso lutador, que avança nos alvos mais fracos rapidamente e os causa altíssimas quantias de dano rapido, enquanto ainda consegue ser bem resistente e aguentar ataques inimigos.

Sua taxa de escolha se encontra em torno de 2%, uma média mais alta que os outros membros da lista. Porém, é inegável que o Udyr continua sendo aquele personagem que passa despercebido pela maioria, com um kit muito único e um visual bem ultrapassado. Até mesmo a sua skin Ultimate, Udyr Guardião Espiritual, não parece tão impressionante para os dias de hoje, quando comparada a outras skins do mesmo preço.

Prota Games

Antes de irmos para o terceiro lugar, gostaríamos de convidar todos vocês que gostam do nosso conteúdo a conhecer a nossas aulas exclusivas feitas por jogadores profissionais e coaches. Se você tem o objetivo de subir de elo no League of Legends ou até mesmo virar pro-player nossas aulas são o jeito mais rápido e seguro para você conseguir realizar seu objetivo. É um método completo e estruturado que te ensina tudo que você precisa para subir de elo, do básico ao avançado.

  • 3° lugar: Aurelion Sol, o Forjador das Estrelas

O carismático dragão estelar anda fora do radar da maioria dos jogadores da mid lane. Sua taxa de escolha está por volta de 1% nas filas ranqueadas, e o personagem também não anda aparecendo nos jogos do competitivo.

Muitos jogadores acabam não gostando de sua gameplay por girar em torno de sua passiva, Centro do Universo, que é bem peculiar. Três estrelas orbitam Aurelion Sol, e causam dano mágico sempre que passam por um inimigo.

A proposta geral do campeão não é causar toneladas de dano mágico por si só, como alguns magos, mas sim fornecer grande utilidade para seu time, com controles de grupo super efetivos e uma presença global interessante com sua habilidade Cometa Lendário.

Sua habilidade primária, Oscilação Estelar, é uma forte ferramenta de controle e dano. Ela serve tanto para acelerar a limpeza da onda de minions, quanto para impactar nas team fights, acertando um ou diversos alvos num bom atordoamento. Essa habilidade aumenta de tamanho e aumenta seu tempo de atordoamento a medida que ela se desloca em que Aurelion a exploda. O aumento do atordoamento é limitado a 3 segundos, mas o aumento no tamanho é ilimitado.

Nada como ver um Aurelion Sol chegar numa team fight voando com Cometa Lendário enquanto carrega uma gigantesca Oscilação Estelar, que vai crescendo mais e mais a medida que ele voa, e uma galáxia gigantesca atinge todos os campeões do time inimigo. Essa realmente é uma cena linda de se ver!

Sua Ultimate, Voz da Luz, é uma habilidade que pode ser usada tanto para causar dano a longas distâncias como principalmente para afastar de si alvos perigosos, podendo encaixar suas outras habilidades logo depois.

Por mais que seu kit único não tenha agradado a maioria dos jogadores, o grande dragão ainda é uma escolha muito interessante para aqueles que desejarem aprender mais sobre o campeão, e possivelmente carregar as partidas com seus frequentes e efetivos roamings.

  • 2° lugar: Yorick, Pastor de Almas

Partindo para a top lane, um personagem que não dá as caras a muito tempo, para muitas pessoas. Com uma taxa de escolha que atualmente está em torno de 1%, assim como Aurelion Sol, ele passa longe de ser um personagem fraco, e sua taxa de vitória encontra-se próximo a 51%, um valor consideravelmente bom.

Acontece que a jogabilidade do Pastor de Almas acaba não cativando a maioria das pessoas, pelo fato de ele ser um lutador bem peculiar, que depende de suas invocações para dar dano considerável.

Através de sua passiva, Yorick pode invocar seus Andarilhos da Névoa para lhe auxiliar no combate. Com sua habilidade Névoa dos Lamentos, ele pode atingir um inimigo com um glóbulo de Névoa Negra, causando dano, lentidão, e aplicando uma marca nos adversários atingidos.

Os Andarilhos farejam os aliados marcados, e automaticamente pulam na direção dele para atacá-lo, causando um dano interessante. Essa ferramenta permite com que Yorick cause dano a longa distância nos seus inimigos, mesmo sendo um lutador, na teoria.

Sua habilidade primária, Extrema-Unção, é um fortalecedor de auto ataque, que quando abate um alvo, cria uma cova, acelerando a frequência com a qual ele consegue invocar seus Andarilhos para luta.

A cereja do bolo no kit de Yorick é seu Ultimate, o Louvor das Ilhas. A Donzela da Névoa é um poderoso aliado, que acelera ainda mais o surgimento de andarilhos e causa um dano considerável a seus alvos. Com seus Andarilhos e com a Donzela, Yorick é um dos split pushers mais notáveis do jogo, e pode derreter torres rapidamente.

Sua Ultimate pode ser ativada novamente depois de já ter invocado a Donzela, para ordenar com que ela siga avançando na rota mais próxima, independente da presença de Yorick, flexibilizando ainda mais sua capacidade de levar torres.

Nos confrontos individuais, Yorick pode ser extremamente poderoso quando bem usado, mas o fato de que ele depende de suas invocações afasta muitos jogadores da rota do topo, que preferem lutadores mais diretos como Renekton ou Jax.

  • 1° lugar: Corki, o Bombardeiro Ousado

Finalizando nossa lista, temos o caso de um campeão que é uma faca de dois gumes. Quando o meta lhe favorece, ele se torna uma das escolhas favoritas dos jogadores de elite e do competitivo, podendo dominar partidas facilmente com seu dano incrivelmente alto. Porém, quando a coisa não está muito boa pro lado dele, o Corki acaba simplesmente desaparecendo.

Sua atual taxa de escolha gira em torno de 0.6%, a mais baixa entre todos os campeões do jogo atualmente. Sua taxa de vitória também não mostra bons sinais, com um valor de 46%.

Corki é um campeão que, assim como a maioria dessa lista, possui algum tipo de peculiaridade em sua gameplay que acaba afastando a maior parte dos jogadores. No caso do bombardeiro bigodudo, ele é um atirador que joga na rota do meio, uma proposta inusitada por si só, ainda mais quando paramos para analisar sua passiva, que é talvez a chave para o seu kit.

Não me refiro apenas ao Pacote, que é uma forte ferramenta para teamfights, mas sim ao fato de que os ataques básicos de Corki possuem um modificador bem diferente: causam 20% de dano físico, e 80% de dano mágico.

Na fase de rotas, ele pode ter um tempo ruim contra inúmeros campeões, que podem abusar de seu começo fraco para agressivar pra cima dele. Se o jogo durar muito e Corki conseguir 3 ou mais itens de vantagem, o cenário muda bastante.

Com fortes itens de crítico como Gume do Infinito e Canhão Fumegante, aliado a Força da Trindade, os ataques básicos de Corki se  tornam verdadeiras bombas, causando críticos de dano mágico que podem simplesmente arrancar uma parcela considerável da vida dos personagens mais fracos, mesmo a longa distância.

Sua habilidade primária, Bomba de Fósforo, causa dano mágico, mas possui um bom escalonamento com AD, e sua Ultimate segue a mesma lógica.

Por isso, o Corki se torna uma verdadeira artilharia no fim de jogo, podendo causar grandes quantias de dano a distâncias super altas com seu Ultimate, e danos igualmente devastadores a distâncias médias com seu ataque básico.

Sua ferramenta de escape, a Valquíria, pode ser muito útil para tirá-lo de situações desfavoráveis ou então para se aproximar de um inimigo e surpreendê-lo com um poderoso ataque fortalecido por Canhão Fumegante e Força da Trindade. Quem já levou um desses sabe como é, dói bastante.

De qualquer forma, o Corki é um campeão com uma proposta bem diferente e é extremamente voltado para o late game. Quando esse fato é somado a sua má fase no meta, temos o resultado: um campeão que quase nunca é escolhido, e quando é escolhido, perde a maioria das partidas.

  • FINALIZAÇÃO

Vale sempre ressaltar que nenhum dos campeões dessa lista são fracos. Seja por possuirem um kit não tão chamativo ou por estarem num periodo ruim após severos nerfs, eles podem não ser as melhores escolhas para agora, mas todos os personagens do jogo tem suas forças bem definidas, e quando bem usadas, não existe essa de campeão fraco.

Como o jogo está sendo constantemente atualizado e o meta frequentemente muda, cabe a nós ficarmos ligados nas tendências e testarmos o que funciona melhor nas nossas partidas, adaptando nosso estilo de jogo e passando a ter sucesso com campeões que antes pareciam muito fracos.

E quanto ao fato de alguns campeões terem o mesmo visual desde 2011, não esquenta, a Riot Games anda fazendo reworks incríveis para personagens antigos, como já foi o caso do Fiddlesticks e do Volibear. O próximo da lista é o Dr. Mundo! Quais são suas expectativas para ele?

se esqueça de se inscrever no canal e deixar o seu like, para apoiar nosso trabalho e continuar acompanhando nossos vídeos diariamente.

Compartilhe em suas redes socais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares